Sobre a Arezzo

Nesta semana, uma polêmica envolvendo a marca de sapatos Arezzo, causou a revolta de várias pessoas nas redes sociais (e fora também). Aconteceu que a marca, em uma coleção denomidada Pelemania, estava usando peles exóticas (raposa e coelho) para fabricar seus produtos. Claro que tudo isso gerou a maior polêmica na Internet, resultando na retirada da coleção Pelemania das lojas. O MIS não esqueceu de falar sobre isso.

Mariana

Eu reprovo em qualquer instância o uso de pele de animais na indústria da moda. Não há necessidade alguma de matar um animal com a única finalidade de sair se exibindo nas ruas com casacos, roupas, bolsas e sapatos. A Arezzo foi extremamente infeliz em todos os aspectos de sua campanha, e tendo em vista o nome e a reputação que possui no mercado, deveria ter previsto o que poderia acontecer posteriormente. Algumas pessoas podem estar achando os protestos  dos “não-vegans” hipócritas, isso na minha opinião não tem nenhum fundamento, pois, o uso de pele de animais e a exploração dos mesmos para um fim meramente fútil rompe com qualquer barreira de ser vegan ou não.

Brenda

Eu não poderia concordar mais com a Mari. E infelizmente, este não é um problema que se restringe à Arezzo e ao Brasil. Marcas como Louis Vuitton, Donna Karan, Dolce & Gabbana e Hermès vendem peles ao redor do mundo por preços exorbitantes. Pagariam, estes preços, pela vida dos animais? É “tendência” explorar e matar?

É lamentável ver, atualmente, tal prática, que descaracteriza a moda e a rotula na mídia como algo útil e vazio. Moda é alegria, moda é criatividade, moda é escolha – moda não é futilidade, não é crueldade e muito menos repugnância ao próximo.

Julia

Na minha opinião a Arezzo fez isso somente por querer chamar atenção, já que a mesma não chama atenção há muito tempo com nenhuma das suas coleções. Eu não ligo se ela usa peles ou não, mas é um assunto muito atrativo para os ativistas e a grande massa de vegetarianos e pró-animais que farão com que a marca Arezzo seja proliferada com maior evidência nas próximas semanas.

Denise

O que me surpreende é que em pleno 2011, ano que já começou repleto de discussões sobre direitos humanos, direitos dos animais, sustentabilidade e etc, uma marca de renome como a Arezzo matar animais para fazer bolsas (e sapatos, e echarpes, e etc). Não há fundamento algum em matar animais e muito menos usar pele autêntica em um país tropical como o nosso. Já existe Faux Fur e sendo assim, não é justificável, em circunstância alguma, utilizar-se de pele verdadeira. Segundo a Arezzo, as peças foram retiradas das lojas. Então mataram inúmeras raposas e coelhos por nada?

Candie

Não conseguimos falar com a Candie (muitos trabalhos da faculdade) mas, pelo tempo que a conhecemos, sabemos que ela é contra qualquer tipo de tortura com animais e acha errado usar pele verdadeira de qualquer animal para fazer roupas e acessórios sendo que já existe pele falsa de alta qualidade (e muito semelhante à de verdade).

Candie diz (com atraso):  “absurdo.”

E vocês, o que acharam de tudo isso?

Advertisements

One thought on “Sobre a Arezzo

  1. Pingback: Post Polêmico. | In gold we trust

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s